Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Rodolfo Torres - Rodolfo Torres - Graduado em comunicação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é jornalista e redator. Mora em Brasília desde 2005 e trabalha cobrindo política nacional.
 
A eternidade pefelista
 
Data: 06/02/2007
 

Brasília - Morei em São Paulo durante 1 ano. Um pouco menos do que isso, mas o suficiente para perceber que nasci em uma cidade litorânea por acaso. Me dou (o “certo” seria escrever dou-me) muito melhor com lugares que não são à beira-mar. Coisas de alma árida, ou algo próximo...

Tenho por São Paulo uma afeição rara. E é por conta desse carinho que me sinto suficientemente confortável para dizer que o episódio que envolveu o prefeito e um empresário num posto de Saúde da capital paulista é bastante emblemático.

Vamos ao fato. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PFL), foi inaugurar uma unidade da saúde em um bairro qualquer da capital paulista. Ao perceber que a maior autoridade do município por lá se encontrava, um sujeito cujo primeiro nome é Kaiser, resolveu falar mal da administração municipal da maior cidade brasileira.

Kaiser estava esbravejando contra a gestão de Kassab, quando o prefeito partiu por cima dele e o enxotou da unidade de saúde como quem bota para correr um cão leproso qualquer. E para complementar, o prefeito chamou o cidadão de “vagabundo”. Não foi uma, nem duas vezes. Foram várias.

Recomposto parcialmente do susto, e após beber água com as mãos trêmulas que faziam pena, Kaiser explicou que estava naquele local em busca de tratamento odontológico. Ele estava com seu filho de sete anos e reclamava de uma lei municipal que proíbe a fixação de placas na capital paulista.

Kaiser tinha, ou tem, uma empresa de placas e, após a lei municipal paulistana, perdeu grande parte de sua renda, estando inclusive com o aluguel atrasado por três meses. Um pouco depois do ocorrido, o prefeito de São Paulo afirmou que a sua gestão é democrática e que ele não vai permitir que desrespeitem os doentes.

O grande ponto da administração de São Paulo é que Gilberto Kassab, para o cargo de prefeito da capital paulista, não recebeu um único e esquecido. Kassab era vice na chapa de José Serra, à época em que o tucano resolveu sair na disputa pela prefeitura de Sampa.

Serra, atualmente no cargo de governador do Estado de São Paulo, venceu a disputa com a então prefeita Marta Suplicy e passou apenas um ano e alguma coisa à frente do município. Kassab pegou a coisa pronta.

O mesmo aconteceu com o fabuloso Cláudio Lembo, que também é do PFL. Apenas para que fique registrado, sou fã assumido do ex-governador paulista Cláudio Lembo. Quando Geraldo Alckmin (PSDB) deixou o governo de São Paulo para concorrer ao Planalto, o pefelista tocou o barco. Só que Lembo jamais teria uma reação estúpida como a do prefeito Kassab. Lembo surpreendeu pela sua sinceridade, pela sua naturalidade e pelo seu jeitão todo particular.

No calor dos ataques do PCC à capital, e no calor das eleições presidenciais, lá estava Lembo à frente do maior Estado brasileiro. Ele, por exemplo, afirmava que Alckmin não ganharia a eleição contra o presidente Lula, quando o mínimo que se espera de um político é que ele diga que o candidato de um partido coligado ao seu seja o vencedor, independente dele achar isso ou não.

Podemos até dizer que, em São Paulo, o PSDB ganha, mas quem fica na história são os vices dos tucanos, os pefelistas, que surpreendem para o bem e para o mal.

Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641