Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Clarissa Mattos - - Baiana de Salvador, administradora de empresas e pós-graduada em Marketing e E-Business, nos últimos anos tem atuado nas áreas de comunicação e marketing. Hoje mora em De Bilt e, além de música, cinema, literatura e fotografia, adora conhecer novas pessoas, lugares e culturas.
 
Fim de semana de Jazz em Haia
 
Data: 20/05/2007
 

 

Foto: Ron Beenen

 Haia respirou jazz neste final semana. Nos dias 18 e 19 de maio, aconteceu o The Hague Jazz no World Forum Covention Center (WFC). O prédio foi tomado de amantes do gênero e por uma atmosfera musical. Na sua segunda edição, o festival atraiu quase 20.000 vistantes, que se espalharam por doze palcos para assistir shows dos mais de 70 artistas. Diversidade, entusiasmo e vigor são partes essencias do jazz e isso foi o que mais se viu nas apresentações de artistas do peso de Slide Hampton, Percy Sledge, do violinista Nigel Kennedy, do guitarrista Al Di Meola e tantos outros.

Quem por lá passou pôde vivenciar, a musicalidade inebriante do violino de Jean Luc Ponty, as canções intimistas e cheias de sentimento de Kaat Hellings, o debut de Sebastian, cantor americano de apenas 17 anos, que por sinal, também se apresentou na After Party no Bel Air Hotel, quando o virtuose Nigel Kennedy estendeu a sua jam session até às 6 da manhã.

E o Brasil? O suingue brasileiro tomou conta do subsolo do WFC. Marcos Valle, apesar de problemas técnicos no início do show, levantou o público e fez os holandeses quebrarem a rigidez até dos quadris com a sua drum'bossa. Tania Maria com sua a energia e espontaneidade no palco, foi ovacionada e presenteou os seu fãs com os seus scats inacreditáveis e belíssimos duelos com a percussão do Mestre Carneiro.

A espanhola Montserrat também representou o Brasil e trouxe emoção ao palco com a latinidade dos boleros envolvidos com o brasileríssimo toque da Bossa Nova nos arranjos de Roberto Menescal.

No Chez Ella, palco principal do evento, o Brasil também foi homenageado pela lenda viva do Jazz, o trombonista Slide Hampton. Ele trouxe o show do seu mais recente album, "Slide plays Jobim" e arrancou não só aplausos, mas também suspiros e lágrimas da platéia com as composições inesquecíveis do maestro brasileiro. Na sua banda estava o trompetista carioca Cláudio Roditi, trazendo ainda mais talento e balanço à genialidade dos arranjos de Mr. Hampton.

O investimento de 900 mil euros gerou resultados consideráveis. Os ingressos de sábado esgotaram-se, mas a direção não se desviou do princípio de manter a atmosfera intimista do festival. O Ruud Wijkniet, diretor do evento, afirma ter feito a decisão mais difícil da sua vida: "Podíamos ter vendido mais 3.500 ingressos extras, de tão grande que era a demanda. No entanto, isto traria prejuízo para a reputação do evento: o The Hague Jazz é um festival feito para o público, onde o seu bem-estar e dos artistas vem em primeiro lugar." A fórmula do sucesso? Ainda de acordo com Wijkniet: preços amigáveis, programação variada e ambiente confortável.

No jazz, o improviso é peça fundamental, já num evento deste porte não há espaço para amadorismo. Não é à toa que já se pensa na 3a edição; dois potenciais grandes patrocinadores já estão comprometidos e já existe data para acontecer. Será nos dias 23 e 24 de maio, em Haia, no WFCC. A possibilidade de mais um dia de festival ainda não foi confirmada.

Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641