Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Clarissa Mattos - - Baiana de Salvador, administradora de empresas e pós-graduada em Marketing e E-Business, nos últimos anos tem atuado nas áreas de comunicação e marketing. Hoje mora em De Bilt e, além de música, cinema, literatura e fotografia, adora conhecer novas pessoas, lugares e culturas.
 
Não querem que eu volte
 
Data: 25/07/2007
 

Os holandeses estão mais felizes. E isso é fato. Fato comprovado pelo Social en Cultureel Plan Bureau (SCP) em pesquisa que é divulgada a cada dois anos e que abrange temas como clima político, tendências em educação, emprego, saúde, segurança e lazer.

Este ano, de uma forma geral o relatório SCP traz boas notícias. A sociedade holandesa está mais satisfeita com o governo, considera o seu estilo de vida saudável e a grande maioria considera-se feliz (82%). Mas pesquisa sem números não tem graça, não é mesmo? Vamos a alguns deles:

  • 67% da população está satisfeita com o governo. Isso representa um aumento de 20 pontos, se compararmos com o ano de 2004;
  • Menos pessoas acreditam que a criminalidade está crescendo. Em 2006, 64% se mostraram convencidos do aumento da criminalidade, enquanto que em 1995, o índice bateu recorde chegando à casa dos 86%;
  • A participação no mercado de trabalho da população economicamente ativa aumento de 63% em 2004 para 65% em 2006.
  • E a parte que mais nos interessa: 40% da população consideram que vivem muitos estrangeiros no país. Por menos que pareça, isso é uma boa notícia. Em 2000, esse total era de 51%.

OK, então podemos afirmar que escolhemos um paraíso para morar? A resposta é negativa. Na questão da imigração ainda há muito por fazer e muitas ameaças à espreita. Enquanto o país se proclama como uma sociedade multicultural e tolerante, 40% comprovam que a tolerância tem limites. Esse número ainda é alto. A existência (e insistência) de partidos políticos que defendem abertamente a sua posição anti-imigração são uma prova de que este é um assunto que divide a sociedade (quase que) ao meio. Ah, então a solução é ir pra outro país da Europa? Lamento informar que a resistência a estrangeiros registrada na Holanda encontra-se na média se comparada com a encontrada em outros países.

Aliás, falando em defender abertamente a sua opinião e em partidos políticos, a liberdade de expressão, desde 2004, vem sendo considerada por 55% dos entrevistados o objetivo político mais relevante. Antes o assunto ficava para 45% da sociedade entre os cinco mais importantes. E instituições como partidos políticos, igrejas e outras organizações encontram cada vez mais dificuldades em manter o seu quadro de associados ou colaboradores. 16% dos holandeses querem mais tempo livre e desde 2005, gastam em média menos 3 horas em atividades extras, sejam domésticas ou não.

Sim, o relatório SCP não deixa dúvidas de que a percepção das pessoas é que a vida aqui no pindorama laticínio está melhor e o que o povo mostra sinais de recuperação após o choque dos assassinatos de Theo Van Gogh e Pim Fortuyn. O indíce de satisfação é claro, varia e é mais baixo entre os grupos mais pobres, com educação de nível mais baixo, estrangeiros de origem não-ocidental, desempregados, dentre outros.

Após ler essa pesquisa, abri alguns sites da imprensa brasileira e li sobre a absolvição de Renan Calheiros - após uma vergonhosa sessão secreta -, proposta de fechar o Senado, queimadas no Pantanal, uma mulher grávida que teve que percorrer 320 km para ter os seus filhos gêmeos e algumas parcas boas notícias sobre o aumento da renda do brasileiro em 9% e a diminuição do número de miseráveis no país. Me pergunto qual seria o resultado de uma pesquisa dessas no nosso amado país verde e amarelo. Talvez até me surpreendesse, mas por enquanto, tudo só me faz lembrar de Jô Soares no papel de um exilado político que dizia: "não querem que eu volte".

Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641