Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Rodolfo Torres - Rodolfo Torres - Graduado em comunicação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é jornalista e redator. Mora em Brasília desde 2005 e trabalha cobrindo política nacional.
 
Comissão de infraestrutura convoca Dilma
 
Data: 04/04/2008
 

 

Enquanto a base governista barrava requerimentos na CPI dos Cartões Corporativos, a Comissão de Infra-Estrutura aprovou a convocação da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Ela terá que comparecer ao colegiado duas vezes nos próximos 30 dias.
 
Oficialmente, Dilma dará explicações aos parlamentares sobre o andamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e das obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA). No entanto, conforme ressaltou o senador Marconi Perillo (PSDB-GO), não se pode impedir que os parlamentares façam outras perguntas.
 
A oposição quer explicações da ministra em relação ao dossiê, que teria sido elaborado pela Casa Civil, e que foi vazado para imprensa. O documento continha informações sigilosas sobre os gastos com o cartão corporativo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e de sua esposa, Ruth Cardoso. 
 
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) destacou que a ministra virá para debater, apenas, sobre o programa governamental. “Para discutir sobre o PAC, ela virá, não tenho dúvida disso. Não me consta que é atribuição dessa comissão discutir cartão corporativo. Se for para discutir isso, vamos ter de chamar o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) para investigar o vazamento de informações da Casa Civil”, afirmou.
 
O peemedebista faz referência ao fato de o senador tucano ter admitido que teve acesso ao dossiê, com os dados sigilosos, antes de o documento ter parado nas mãos da imprensa. Entretanto, Alvaro destaca que não foi o responsável pelo vazamento dessas informações aos veículos de comunicação. 
 
A disputa entre governo e oposição também ganhou novos contornos, além da convocação da ministra e da confissão do senador. Os oposicionistas já estão com assinaturas suficientes para abrir uma outra CPI dos Cartões, desta vez apenas no Senado. O argumento para abrir mais essa linha de investigação é que na CPI já instalada, a base governista não permite a provação dos requerimentos de convocação.
 
“Os requerimentos que foram negados na CPI mista são um sinal claro de que o governo não quer as investigações”, destacou o líder do DEM no Senado, José Agripino (RN). Já o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), explicou que na CPI exclusiva dos senadores, a correlação de forças entre governo e oposição é mais igualitária. Ele explicou que, caso os requerimentos não seja aprovados no colegiado, a intenção dos oposicionistas é trazer as matérias rejeitadas para o plenário do Senado. "É disso que eles têm medo. Eles acham que tropa de choque resolve tudo. Tropa de choque não resolve nada".
 
Por sua vez, o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), evitou a leitura do requerimento da CPI dos Cartões, exclusiva do Senado, nessa quinta-feira. Apelando aos oposicionistas, ele propôs uma reunião e prometeu ler o requerimento na próxima terça-feira. “Será que eu não tenho autoridade, não tenho condições de fazer um apelo? Estou dizendo que [o requerimento] vai ser lido na terça-feira, custe o que custar, doa a quem doer”, garantiu aos senadores no plenário. 
 
Minutos depois, conversando com os jornalistas, adiantou o que vai falar na reunião com os senadores: “Eu vou apelar terça-feira para o bom senso no sentido de que tenhamos uma conduta equilibrada com relação às CPIs, sob pena de ser comprometido o instituto mais valioso para a investigação parlamentar. Afinal de contas, duas CPIs tratando do mesmo assunto... isso não vai terminar bem”. 
 
Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641