Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Rodolfo Torres - Rodolfo Torres - Graduado em comunicação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é jornalista e redator. Mora em Brasília desde 2005 e trabalha cobrindo política nacional.
 
Denúncias contra Senado são "coisas menores" , avalia Lula
 
Data: 25/06/2009
 

O presidente Lula afirmou nessa quinta-feira (25) que as sucessivas denúncias contra o Senado são “coisas menores”. De acordo com o petista, outros assuntos merecem prioridade na pauta de discussão.

“O que não pode é um país que tem coisas importantes para a gente discutir e pensar não pode ficar o mês inteiro discutindo coisas menores”, afirmou.

Lula também reafirmou apoio ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e cobrou que contratos suspeitos e atos secretos sejam investigados. “Acho que o Sarney tem um compromisso de fazer apuração e ele me disse que está fazendo isso. Só espero que haja apuração, só isso”, argumentou.

“Ontem cheguei em casa, fui ver TV e vi um senador pedindo que os diretores que estão sendo acusados não compareçam porque estão constrangendo alguns senadores. Essa não é a medida mais adequada. a medida mais adequada é o seguinte, se ele está sob suspeita então é melhor afastá-lo até que as coisas sejam apuradas, o que eu não quero é transformar as brigas, as coisas que aconteceram no Senado em uma coisa institucional.”

Na terça-feira (23), Lula chegou a criticar a cobertura da imprensa no episódio. “Hoje, depois da crise econômica que o mundo está passando, hoje a gente teve, no mês de maio, cento e poucos mil empregos positivos, ou seja, na relação entre demitidos e admitidos... Mas a manchete é o emprego no Senado. Ou seja, é uma perda de valor. É uma coisa que eu não consigo compreender por que a predileção pela desgraça”, afirmou.

Por meio de nota oficial, Sarney afirmou que existe uma campanha midiática para atingi-lo. De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o economista José Adriano Cordeiro Sarney, neto do presidente do Senado, atuava como operador de crédito consignado na Casa.

Confira a íntegra da nota

"Nota à imprensa

Sobre matéria divulgada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo, considero os esclarecimentos prestados pelo meu neto José Adriano Cordeiro Sarney - pessoa extremamente qualificada, com mestrado na Sorbonne e pós-graduação em Harvard - suficientes para mostrar a verdadeira face de uma campanha midiática para atingir-me, na qual não excluo a minha posição política, nunca ocultada, de apoio ao Presidente Lula e seu governo.

Senador José Sarney"
 

Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641