Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Thiago Barros - sou Thiago Barros, formado em jornalismo pela PUC-MG em 2012, sou especialista em futebol internacional e no esporte holandês como um todo. Ao longo do tempo, vou trazer em minha coluna tudo o que agita a terra da Laranja em termos esportivos e, por motivos óbvios, afinal brasileiro ama o esporte bretão, falarei tudo sobre o que rolar no futebol holandês.
 
O renascimento Laranja!
 
Data: 08/06/2017
 
Neste fim de temporada no futebol europeu, algumas evidências ficaram claras no futebol holandês. O Feyenoord, que há anos não conquistava nada de relevante, voltou a vencer o campeonato nacional. O Ajax, desaparecido de grandes decisões no cenário continental, voltou a ser gigante e disputou a final da Liga Europa contra o Manchester United. Por fim, a seleção holandesa, que caiu bastante desde a brilhante campanha na Copa do Mundo do Brasil, volta a mostrar um bom futebol após as péssimas passagens dos técnicos Guus Hiddink e Danny Blind. Por isso, o título desta coluna tem coerência com o texto: o renascimento laranja.
 
Todos sabem que apesar das cores da bandeira da Holanda serem vermelha, branca e azul, o esporte holandês utiliza a cor laranja, que é a cor da família real. Essa identidade dos atletas com o seu país ultrapassou séculos e tornou-se marca registrada do esporte mais popular do mundo em solo holandês: o futebol. Desde o fim da Copa do Mundo, quando a Holanda despediu-se atropelando o Brasil em Brasília (emblemático local para mostrar a superioridade holandesa como sociedade atualmente), a seleção da Holanda caiu bastante de produção. Foi preciso um trabalho de elevação da auto-estima dos clubes para fazer ressurgir o orgulho adormecido pelo futebol nacional. Nas minhas colunas anteriores, destaquei a volta por cima do Feyenoord e hoje me prenderei ao símbolo maior do futebol holandês: o Ajax Amsterdam.
 
Sem muitas oportunidades em competições de grande repercussão nas últimas décadas, o Ajax entrou desacreditado na Liga Europa e assim permaneceu até a grande decisão contra o Manchester United. Após eliminar times muito mais estabilizados financeiramente como Schalke 04 e Lyon, o Ajax encarou os ingleses na decisão realizada na Suécia. O Manchester United, comandado por José Mourinho, trancou-se na defesa e bloqueou as tentativas ofensivas do Ajax, formado basicamente por garotos de muito talento. No fim, vitória inglesa por 2-0. O resultado pouco importou! Além de jovens valores holandeses que surgiram nessa geração do Ajax, como Klaassen, De Ligt, Van de Beek e Justin Kluivert, outros jogadores de países diferentes merecem ser mencionados. Esse é o caso do goleiro Onana (Camarões) e dos excelentes atacantes Traoré (Burkina Faso), Younes (Alemanha) e Dolberg (Dinamarca). Mas essa campanha não seria possível se não tivesse a presença do técnico Peter Bosz.
 
O ex-treinador do Ajax deixa Amsterdam após ser vice-campeão e segue para a Alemanha, onde treinará o Borussia Dortmund na próxima temporada. Bosz montou a equipe do Ajax bem ao estilo holandês: posse de bola e ataque. Deu certo! Ao mesmo tempo, a seleção holandesa mudou a comissão técnica para iniciar uma nova era rumo ao Mundial da Rússia. Com a saída de Danny Blind, Dick Advocaat volta a assumir o comando da Laranja Mecânica sonhando com a Copa do Mundo de 2018. O experiente treinador, que já comandou a seleção holandesa na Copa do Mundo de 1994 e na Eurocopa de 2004, tem objetivos bem traçados para alcançar o objetivo que hoje parece uma utopia em terras laranjas: vencer a Copa do Mundo. De qualquer forma, com a ascenção dos principais clubes e com a volta por cima da seleção, o sonho pode se tornar realidade.
 
Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641