Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

COLUNAS
Diversas - Espaço reservado para publicação de textos de colunistas esporádicos. Quer contribuir com um texto? Basta enviá-lo para ser analisado pela nossa editoria que dentro de poucos dias você terá a resposta se foi aprovado para publicação.
 
Agradecimento aos Frades Carmelitas Descalços
 
Data: 03/08/2017
 

por Raquel Coelho van de Ven

 

Durante quase nove anos, muitos brasileiros residentes na Holanda, tiveram a felicidade de conhecer os quatro frades Carmelitas Descalços que vieram como missionários morar na pequena cidade de Handel, na região de Gemert.


São eles: Frei Hudson, Frei Jan Bontem , Frei Luciano e Frei João de Deus

A presença deles aqui era inicialmente para evangelização e trabalho na comunidade holandesa, o que não é nada fácil pela dificuldade inicial do idioma e pelo tipo de trabalho em um país onde a fé não é vivida na mesma intensidade ao que estamos acostumados no Brasil. Por isso mesmo, vários brasileiros de cidades mais distantes e  até de países vizinhos, foram se aproximando em busca de um apoio espiritual, uma palavra amiga, um direcionamento, um sacramento. O trabalho desses quatro queridos frades se estendeu até Amsterdã, Roterdã e à Haia, onde existem paróquias de língua portuguesa, inclusive com grupos de oração carismáticos.    Mas foi em Handel que se formou a comunidade Nossa Senhora Aparecida, com missas mensais em português, retiro, acohimento, grupo de estudo, terço missionário e festa brasileira com arrecadação para projetos sociais no Brasil e Angola.

Handel é um local muito tradicional de peregrinação, pois ali foi achada uma imagem milagrosa de Nossa Senhora no século XIII. Até hoje a capela da “Onze Lieve Vrouw van Handel” fica aberta todos os dias pois inúmeras pessoas gostam de ir lá rezar e pedir por suas intenções, segundo a fé católica.

A Ordem dos Carmelitas Descalços é um ramo da Ordem do Carmo, formada no século XVI por Santa Teresa d'Ávila e São João da Cruz , na Espanha. Os frades, monjas e leigos se encontram em vários países do mundo.  São cristãos comprometidos que desejam viver plenamente a vocação, a oração, o apostolado. 

Aprendemos muito com os frades nesses últimos anos. Aprendemos a ser mais família, a ser mais igreja, a rezar com mais profundidade. Aprendemos a ter  mais misericórdia, a sermos solidários com os refugiados, a sermos mais humanos numa terra um pouco individualista.

Graças à presença e trabalho missionário deles, foi plantada aqui uma semente carmelitana que continuará florescendo.  Eles regressaram ao Brasil no início do mês de julho para iniciar uma nova missão deixando aqui inúmeros amigos e uma saudade inexplicável.  Os missionários estão sempre em partida, e temos  por eles um sentimento de profunda gratidão por tudo o que fizeram pela comunidade católica aqui na Holanda. 

(Com o apoio de alguns outros padres que falam o nosso idioma português, continuaremos com as  missas brasileiras em Handel a partir do dia 22 de setembro.)

 

Share
 
Comente a coluna
Comentários


Relacionadas:
    Não há colunas relacionadas

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641