Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

INFORMATIVOS
 
Atendimento médico aos indocumentados - dra. Miriam Sommer
Data: 20/09/2010

20/09/2010

Míriam Sommer

 

Todas as pessoas que vivem na Holanda têm direito ao atendimento essencial para tratamento de saúde. Todo profissional de saúde, inclusive o internista, o profissional que atende pacientes com HIV, médico de família e parteiras são obrigados a atender a todas as pessoas que necessitem de atendimentos essenciais de saúde. Estes profissionais determinam qual o tipo de atendimento que o paciente necessita (até mesmo eventuais atendimentos que são caros) mesmo em se tratando de casos que não forem de emergência. Isto vale para todos, também para pessoas que não possuem documentos, como visto de residência, ou que não tenham seguro de saúde, ou ainda, que não tenham condições financeiras de pagar a consulta.

Em outubro de 2008 a proposta de lei (número 31.249) “Subsídio para os custos dos serviços de saúde para estrangeiros ilegais” foi aprovada pela Primeiramara.

A proposta regula, dentro da lei do seguro de saúde (Zvw), o financiamento de custos não cobrados de cuidados de saúde necessários que são efetuados para estrangeiros que não possuem visto de residência na Holanda. A direção das seguradoras de saúde (chamada de Het College voor ZorgverzekeringenCVZ) está sendo, neste momento, responsável pela execução da regulamentação desta nova lei. No website www.cvz.nl existem todas as explicações sobre o assunto que também podem ser indagadas pelo telefone. Perguntas sobre a lei podem ser feitas pelo telefone do Helpdesk illegalen 020 797 89 47.

Um estrangeiro que é portador de uma doença infecto-contagiosa pode se dirigir ao GGD de sua localidade. O nome GGD, em holandês Gemeentelijke Gezondheidsdienst significa, em português, Serviço de Saúde Comunitária. Neste local, o estrangeiro sem visto de residência pode ser atendido sem precisar se identificar, e o atendimento é grátis. Entrando no website www.ggd.nl é possível encontrar o endereço de um GGD mais perto de sua casa.

Uma mulher grávida que vive na Holanda tem direito ao parto grátis. Ela deve se dirigir a uma parteira e começar a fazer o pré-natal, sem precisar se identificar. A parteira solicita, após o atendimento, o pagamento dos seus serviços a uma outra instância. Mais detalhes podem ser achados na website www.lampion.info ou pelo telefone 030 2349855 (das 12 às 17 horas).

Muitas vezes as mulheres grávidas que não possuem visto de permanência deixam de ir à parteira por temerem que suas identidades sejam reveladas à polícia ou temem ser intimidadas e acabarem sendo mandadas embora para seus países de origem. Este medo não tem fundamento pois as parteiras possuem um código de ética profissional, portanto, não podendo revelar a ninguém o nome das pessoas que elas atendem. Os exames médicos que a mulher grávida se submete também são grátis.

Os médicos pediatras que pertencem à Associação de Médicos Pediatras da Holanda (Nederlands Vereniging voor Kindergeneeskunde), devido à experiência em atender crianças nascidas de pais que não possuem visto de permanência na Holanda, desenvolveram um Código de Atendimento a estas crianças (Concept-gedragscode voor kinderartsen betreffende zieke kinder zonder verblijfspapieren em .pdf). O código demonstra que, no atendimento, o médico pediatra holandês não faz distinção no atendimento a crianças de pais que não possuem visto de permanência holandês.

Queixas ou incidentes no atendimento podem ser feitas para www.doktersvandewereld.nl . Assista abaixo os vídeos explicativos sobre tratamento médico para indocumentados. Vídeos por www.doktersvandewereld.nl 

Segunda parte do vídeo: Como conseguir os remédios receitados pelo médico e a consulta no hospital -

 

Informações úteis:

Tratamento médico e psicológico gratuito para indocumentados -
Stichting Kruispost - Oudezijds Voorburgwal 129, Amsterdam
Fone 020 624 9031
Atendimento de segunda à sexta de 10h até 12:30 e de 19h até 21:30
 

Share
TODOS INFORMATIVOS
 
 

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641