Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

MANCHETES
 

07/10/10 - Honra tardia para cientista Marcgraf

Fonte: Leidsch Dagblad

Texto:  Erna Straatsma

Quatrocentos anos após o seu nascimento, o multitalentoso Georg Marcgraf (1610-1644) recebe finalmente o reconhecimento que merece. A Universidade de Leiden dedicou recentemente um simpósio à vida do cientista do século 17. No Museu Boerhaave, uma pequena exposição de sua obra pode ser visitada até janeiro.

Georg Marcgraf nasceu em setembro de 1610, na cidade alemã de Liebstadt, e veio para Leiden em 1636. Como estudante, era extremamente motivado, ansioso para aprender e versátil, e freqüentou, nos anos anteriores, dez universidades diferentes na Alemanha. Os perigos e conflitos da Guerra dos Trinta Anos foram a causa dessa turnê involuntária como estudante de medicina e matemática. Em Leiden, ele matriculou-se em estudos complementares: astronomia e botânica.

Seu aprendizado na Universidade de Leiden durou quinze meses, “período no qual ele somente trabalhou”, enfatizou o historiador de Leiden, Frans van Lunteren, durante o simpósio sobre Marcgraf. “Seu irmão Christian escreveu em seu diário que Georg passava a noite no observatório e o dia  no Horto Botânico Clusius”.

Quando surgiu a oportunidade de ir para a América, Georg não precisou pensar muito. Ele embarcou em uma caravela da Companhia das Índias Ocidentais a caminho do Brasil holandês, como participante de uma expedição liderada por Johan Maurits van Nassau, o governador dos territórios além-mar. Essa colônia holandesa no Brasil, perto de Recife, foi fundada em 1630. Os holandeses tiveram primeiramente que expulsar os portugueses da região.

Nos seis anos em que permaneceu na América Latina, Marcgraf realizou um número impressionante de trabalhos. Ele foi o primeiro a fazer um mapa preciso da costa brasileira. Em cima da casa de Maurits, ele construiu o primeiro observatório astronômico da América Latina. Além disso, ele registrou e descreveu com precisão a flora e a fauna da região. Sua obra Historia Naturalis Brasiliae inspirou várias gerações de estudiosos coloniais. “O nome Marcgraf está ligado a uma série de superlativos”, diz Van Lunteren.

Ainda assim, Marcgraf não é tão conhecido como cientistas a ele comparáveis e contemporâneos, como Galileu, Kepler e Descartes. Marcgraf é bastante conhecido no Brasil, mas na Holanda e na Alemanha ele não aparece na lista de grandes cientistas, o que se deve, em parte, à sua morte precoce. Marcgraf foi chamado para ir a Angola em 1643. Lá ele faria mapas da região, que seriam utilizados no comércio de escravos. Entretanto, ele não conseguiu cumprir seu objetivo; de causa desconhecida, provavelmente de febre amarela, Marcgraf morreu seis semanas após a sua chegada ao continente africano. O material inédito sobre o Brasil, por ele elaborado, foi enviado para a Europa Ocidental e desapareceu em diferentes direções. Segundo Van Lunteren, uma parte foi para Leiden, outra para Paris.

A publicação da obra de Marcgraf Historia Naturalis Brasiliae levou um longo tempo para acontecer, porque Marcgraf havia feito todas as suas anotações em código. “Ele temia que outros roubassem o seu conhecimento”, diz Van Lunteren. Finalmente, um dos seus colegas/concorrentes conseguiu decifrar os códigos e o livro foi publicado em 1648.

Atualmente, o interesse  por Marcgraf tem aumentado. “Ele está lentamente se movendo em direção ao pódio de honra”, diz Van Lunteren. O Museu Boerhaave espera que a exposição em Leiden contribua para o reconhecimento de Marcgraf na Holanda.

Share  

 

Share

Mais manchetes

 

   

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641