Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

MANCHETES
 

09/09/17 - Holanda, onde morrer bem é parte do cotidiano

Em 2016, 4% das mortes do país aconteceram por eutanásia, quase todas praticadas pelo médico

Fonte:

O holandês Mark Langedijk tinha 41 anos quando pediu a eutanásia, em julho de 2016. Na plenitude de sua vida ele era alcoólatra, sofria de depressão e transtorno de ansiedade. Divorciado e com dois filhos pequenos, tinha entrado e saído de 21 clínicas de desintoxicação em uma tentativa de superar seus problemas. Morreu em sua casa. Estava acompanhado por seus pais, seus irmãos, um primo e seu melhor amigo, um pastor. A vizinha preparou uma sopa e todos comeram e beberam até a hora de dizer adeus, quando o médico injetou uma substância letal nele. Seu caso levantou uma enorme nuvem de poeira, porque Mark não era um doente terminal. Nem sofria uma demência aguda que estava roubando sua lucidez. No entanto, seu médico de cabeceira considerou que seu sofrimento e sua dependência de álcool, eram insuperáveis.

Continue lendo...

Share

Mais manchetes

 

   

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641