Faça do Brasileiros na Holanda a sua página inicial
Anuncie Aqui Anuncie Aqui
logo banner
 Clima   Traffic  moeda positivo Como anunciar
setinha Aprenda Holandês
setinha Classificados
setinha Como chegar
setinha Entrevistas
setinha Ferias escolares
setinha Forum de discussão
setinha Indique o site
setinha Integração Civil
setinha Livro de visitas
setinha Missas em português
setinha Promoções telefônicas
setinha Revista
setinha Turismo
setinha Viagem de menores
setinha Vídeos
Press award

MANCHETES
 

08/03/11 - Brasileira será juíza

Sylvia Steiner faz parte do grupo que vai decidir sobre Kadafi no TPI

Fonte: Jornal de Brasília

 

A magistrada brasileira, Sylvia Steiner, e outros dois juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI), Cuno Tarfusser (Itália), e Sanji Mmasenono Monageng (Botswana) serão encarregados do processo por supostos crimes de lesa-humanidade cometidos na Líbia. O grupo de juízes deverá decidir se emite uma ordem de detenção contra os suspeitos e se a investigação dos promotores conta com provas suficientes para confirmar as acusações.

O procurador-geral do tribunal, Luis Moreno Ocampo, estimou na semana passada que, "em poucos meses", os juízes poderiam decidir sobre as ordens de detenção, o que implica que nesse prazo terá finalizada sua investigação. Ocampo, que na semana passada anunciou a abertura da investigação, pôs na mira o ditador líbio Muamar Kadafi, um de seus filhos e outras pessoas de seu entorno político, como o chanceler Moussa Kusa.

Recuo dos rebeldes 

Rebeldes líbios cederam espaço para as forças do governo. Além disso, as Nações Unidas já nomearam um enviado humanitário para lidar com a crise da Líbia. Os preços internacionais do petróleo subiram novamente, enquanto o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, disse que os ataques contra civis de tropas de Kadafi podem representar crime contra a humanidade. 

Os rebeldes começaram a recuar da estratégica cidade portuária de Ras Lanuf, conforme jatos realizavam ataques nos extremos da cidade. Há o temor de que o governo prepare um ataque em terra na área. Pelo menos duas crianças morreram, disseram testemunhas. Após as mais sangrentas batalhas no confronto de três semanas no domingo, a ONU exigiu acesso urgente aos feridos e mortos na cidade de Misurata, no oeste do país. 

Share

Mais manchetes

 

   

 

Siga-nos Facebook Twitter Orkut
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
publicidade publicidade
Revista:
revista

Video:


 
Importante: Todas as colunas são de única e exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo a opinião dos mantenedores deste portal.
setas
Site criado e mantido por Marcia Curvo.Todos os direitos reservados. Reprodução proibida ©2010.
Para anúncios ou sugestões entre em contato conosco por e-mail.
Telefone: (31) (0)6 18 200 641